Nova etapa de Ayitic: treina instrutores no Haiti

29/07/2016

O projeto Ayitic “Internet para o Desenvolvimento”, uma proposta para o fortalecimento das capacidades digitais do Haiti, lança sua terceira edição com mudanças significativas que procuram reforçar o seu impacto e potencializar o seu escopo nos pouco mais de 27 mil quilômetros quadrados da ilha caribenha, um dos países mais vulneráveis da América Latina e o Caribe.

O programa visa criar condições para tornar a Internet uma ferramenta eficaz para a inclusão social e o desenvolvimento econômico do Haiti. Este ano, ele irá apontar para a formação de instrutores na área das tecnologias de informação e comunicação, de modo que eles possam transmitir conhecimentos com outros colegas e profissionais em formação, apostando assim no efeito de transbordamento e aumentando o alcance de Ayitic no território.

Nesta nova edição, Ayitic –uma iniciativa do Registro de Endereçamento da Internet para a América Latina e o Caribe— incorpora sócios locais para cumprir com seu plano no Haiti: Canado Technique (http://canadotechnique.org), a Escola Superior de Infotrônica do Haiti (http://www.esih.edu) e Transversal (http://www.transversal.ht).

O Haiti tem uma das menores penetrações da Internet da América Latina e o Caribe: apenas 12% de seus 10 milhões de habitantes têm acesso à rede, segundo as estatísticas da Internet World Stats.

Em seus primeiros dois anos de operação, Ayiti reforçou as capacidades técnicas de mais de 200 profissionais e estudantes haitianos da área das TIC.

“Promover o desenvolvimento da Internet na região está no DNA de LACNIC e, especialmente, onde há um menor grau de inserção, como o Haiti. A ideia é acompanhar à comunidade técnica deste país para que fiquem mais bem preparados para os desafios de alcançar um maior crescimento e alcance da Internet, com todos os benefícios sociais e econômicos que isso implica. O caso do Haiti é particularmente sensível porque tem uma necessidade mais forte”, disse Carolina Caeiro, coordenadora de projetos de LACNIC e responsável de AYITIC.

Os cursos 2016. Neste ano serão desenvolvidas duas atividades de Ayitic de 22 a 27 de agosto nas instalações de Canado Tecniquela Escola de Infotrônica de Porto Príncipe. Uma oficina sobre implementação do IPv6 ministrada por Alejandro Acosta, instrutor de LACNIC, e Patrick Junior Marcellus, um especialista local; e um Makers Lab focado na impressão 3D e no desenvolvimento de protótipos ministrado pelo engenheiro Giovanni Michele Toglia. Os conteúdos das oficinas foram supervisionados por Edmundo Vitale, impulsor das oficinas WALC.

Dos dois cursos vão participar técnicos e profissionais de universidades e centros de ensino. Os participantes selecionados e as instituições que os tiverem designado deverão comprometer-se a replicar os materiais ministrados em pelo menos duas instâncias de sua própria formação. Com o novo foco na formação de formadores, o programa vai procurar capacitá-los para que possam replicar o conhecimento através de espaços de educação e formação tanto formais quanto informais.

Deixe um comentário

Não há comentários

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail